Coisas que você ainda não sabe sobre gestão comercial

Coisas que você ainda não sabe sobre gestão comercial

Acho que em algum momento da sua vida você pode ter se perguntado? O que faz de uma pessoa um profissional? Você pode entrevistar diversos especialistas, conversar com consultores de todo o tipo de capacitação, ler todos os livros que encontrar numa biblioteca, mas jamais conseguirá encontrar uma fórmula específica.

Isso porque cada tem uma forma pessoal de lidar com o trato com as pessoas, desenvolver suas artimanhas de persuasão, emplacar uma personalidade empática e batalhar pelos seus resultados mais concretos. Antes mesmo de saber o que os grandes homens de resultados fazem para se destacar, vale a pena visitar também o que não devem realizar nunca.

Gerir com números é bom, mas com competências também

A verdade é hoje não podemos mais julgar que alguém é o profissional do ano apenas vendo números. As faces de um bom gestor tem a ver com como ele lida com as suas tarefas, se conecta com sua equipe e se identifica com o que faz.

Neste sentido, recrutar pessoas e montar times de alta performance vão além de buscar perfis. É preciso ser mais aguçado e entender o lugar de cada um dentro do processo comercial que está coordenando.

Claro que isso passa por um trabalho de identificar características específicas para as funções e potencializar individualmente o crescimento. Talvez o seu time não precise de mais murro em ponta de faca, mas sim de uma realidade comercial em que trabalha realmente com ferramentas necessárias para combater a estagnação e deixar o trabalho do vendedor mais seguro.

Você perde clientes e não sabe como, nem porquê

Perder uma negociação ou não conseguir vender para clientes é desmotivador. Claro que conforme vamos amadurecendo nosso processo de vendas e a expertise que vamos adquirindo, vamos sofrendo menos com essa realidade.

Uma das questões importantes para melhorar a forma de vender é aprender a lidar emocionalmente com a perda de negociação, mas principalmente  registrar e conhecer quais são as maiores razões das objeções.

Saber rastrear as principais razões que não fecham negócios com sua equipe pode fazer com que ganhe mais argumentos e esteja mais preparado em uma outras oportunidades semelhantes. Isso faz parte da inteligência comercial que tanto falamos por aqui.

Aprender a surpreender e atingir as expectativas em atendimento pode funcionar melhor do que simplesmente debater razões com os clientes. Antecipar-se a ele pode fazer com que ele tenha a impressão de que você é um profissional antenado e conhece a realidade.

Seu time não entende do seu produto e nem da sua marca

Parece absurdo dizer isso, mas eu já me deparei como cliente diante de um representante comercial que realmente não dominava o produto. Teve até uma vez em que comprei um celular e tive a impressão que eu sabia mais do produto que o cara do lado de lá do balcão.

A grande realidade é que o time comercial é quem mais representa a sua empresa. Não é só responsabilidade do time de marketing em cuidar da marca e da imagem dos produtos, até mesmo porque o cliente não sabe diferenciar isso. O atendimento é a impressão que ele tem do produto e da marca.

A relação com o cliente e a indicação são as melhore maneiras de ganhar reputação positiva e propagar sua cultura e seus serviços. O que os consumidores enfrentam com seus atendentes é o que eles terão para contar depois. Trabalhe num treinamento para alinhar esta comunicação com todo seu time, mas também recorra a um sistema que ajude a alinhar melhor a comunicação.

Para que possa realmente atingir essa maturidade comercial, você precisa fazer diferente. Faça um teste gratuito no Moskit CRM e tenha uma outra dimensão da sua realidade e do seu time.