Dilemas de todo gestor iniciante

Dilemas de todo gestor iniciante

Assumir uma equipe de vendas não é fácil. Por mais experiência que você tenha na área, existe sempre muita resistência quando assumimos um papel como este.

Quando você está chegando numa nova empresa e está assumindo a posição de líder, existe uma dura jornada até que o trabalho comece a fluir da forma ideal.

Antes disso, o trabalho de formiguinha envolve organizar as peças, remover barreiras e estabelecer melhor as relações.

Não é do dia pra noite que todo mundo passa a trabalhar na direção que o novo gestor tem em mente.

Selecionei alguns dilemas importantes que todo gestor iniciante costuma enfrentar e que se não forem resolvidos, grandes problemas podem surgir.

Antes de tudo, não imagine coisas

Pode parecer bobagem, mas quando um vendedor é promovido ao cargo de gestor de vendas ou assume essa posição numa nova empresa, imaginar coisas ruins acontece automaticamente.

Você nunca sabe o que estão achando do seu trabalho, se os vendedores estão te respeitando de verdade ou se estão ignorando o que você diz para fazer como imaginam ser melhor.

Principalmente pela troca de gestores, é comum para o gestor imaginar que existe alguma dor ou conspiração dos antigos vendedores que já trabalhavam com outra figura de líder.

Evite agir com desconfiança, se mostre receptivo e disposto ao diálogo e não assuma o pior antes de existir uma prova muito concreta.

Essa paranóia atrapalha o começo de muitos profissionais.

Entenda o estilo de cada um dos vendedores

Quando começamos a liderar um time, é comum esperar que todos se comportem e vendam como fazíamos. Tentar transformar vendedores em espelhos das nossas próprias ações.

Mas cada vendedor é diferente e tem pontos fortes únicos, por isso agregam ao time como uma composição e não como lobos solitários.

Entenda o perfil de cada um, o que trazem de ponto forte e organize-os dentro do seu modelo, mas sem tentar modificar o estilo pessoal de cada um. Alguns são mais calmos, outros mais efusívos ou brincalhões. Tudo isso pode funcionar de acordo com a estratégia, mas desde que sigam o processo de vendas que foi definido.

Tentar mudar o estilo pessoal de cada um é a certeza de que a equipe não engajará e a rotatividade entre os vendedores será alta.

Não fuja de conflitos

Um dos comportamentos mais comuns entre gestores pouco experientes é fugir de conflitos e discussões com medo de assumir uma postura desagradável e perder a admiração da equipe.

No entanto, existem momentos onde o conflito é importante para o crescimento, alcançar soluções melhores e, inclusive, alimentar o respeito do time com a sua figura de líder.

É claro que um conflito não significa briga, mas a oposição de ideias para um entendimento mútuo do que encaixa melhor para todos, ou simplesmente de qual é a melhor estratégia a ser adotada.

O gestor precisa entender quando sua solução é melhor, mas sem perder a humildade de ouvir e acatar quando as propostas vindas do time forem ainda melhores.

Pergunte o que estão achando e procure formas de melhorar

Não é necessário para o gestor iniciante fingir que sabe tudo e que está sob completo controle da situação.

É importante ter conversas individuais e perguntar o que acharam de algumas decisões e entender qual a perspectiva do time sobre o seu trabalho. Todo mundo sempre pode melhorar ao ouvir pontos de vistas diferentes.

Muitas vezes esse processo não precisa ser inteiramente formal, pode ser uma conversa indireta durante um café ou algumas questões soltas durante a semana.

O importante é saber escutar e aplicar o que for positivo.

Não entender o valor das ferramentas

Eu sei que a gente chega em boas posições assumindo que entendemos bem o que é necessário para executar um bom trabalho. O problema é que gestores iniciantes tendem a super valorizar a capacidade individual e esquecer a importância das ferramentas que dão suporte ao trabalho.

Ainda mais quando falamos sobre custo e o gestor iniciante tem um certo medo de adotar alternativas que exijam investimento financeiro, o comum é tentar fazer tudo manualmente, utilizando caderninhos ou planilhas de excel.

Exige uma curva de maturidade para o gestor de vendas que está começando a descobrir que com estes mecanismos não conseguirá informações valiosas para auxiliar no crescimento da equipe e coordenar as métricas das vendas com precisão.

É para ajustar esse gestor que o Moskit existe, um CRM que traz todas as informações necessárias para o gestor executar seu trabalho sem amadorismo, tendo uma visão clara e objetiva do ambiente de vendas.

Se você ainda não conhece a ferramenta com melhor retorno sobre investimento do mercado de vendas, faça um teste grátis agora mesmo no Moskit.